Inicio arrow Notícias arrow Notícias arrow FORD RANGER COM KIT GNV DE FÁBRICA
FORD RANGER COM KIT GNV DE FÁBRICA PDF Imprimir E-mail
Por Redação   
A Ford Ranger, primeira picape média do Brasil a contar com motor eletrônico diesel, agora traz mais uma novidade: o motor 2.3 L a gasolina preparado para conversão ao gás natural veicular (GNV), com manutenção da garantia de fábrica.


Code

Em 2007, os modelos da Ranger estão preparados para receber KIT GNV de 5ª geração com garantia original.

Vantagens:

Além da picape a gasolina custar cerca de 30% menos em comparação com os modelos a diesel, ele oferece economia de até 70% no gasto com combustível usando o gás.

Economiza no preço do seguro e, em alguns estados, ainda tem desconto no valor do IPVA. Sem contar que o gás é um combustível limpo, com redução nos níveis de emissão de monóxido de carbono.

“A Ford está atenta à demanda do consumidor por combustíveis alternativos e foi buscar para a Ranger, a possibilidade de conversão para o sistema a gás mais avançado do mercado, de quinta geração, com injeção multiponto sequencial. É um sistema confiável e eficiente, que mantém o conhecido padrão de dirigibilidade da picape, com baixo custo de manutenção”, diz Wilson Vasconcellos Filho, gerente de Marketing de Picapes da Ford.

Em toda conversão da gasolina para o gás há uma redução da potência do motor, devido à menor eficiência volumétrica. Na Ranger convertida com o kit GNV recomendado, essa diferença é de apenas 10%, praticamente a metade da verificada nos sistemas convencionais.

Com gás, a Ranger desenvolve a potência de 133 cv (a 5.250 rpm) e torque de 191 Nm (a 3.750 rpm). Com gasolina, desenvolve a potência de 150 cv (a 5.250 rpm) e torque de 218 Nm (a 3.750 rpm). O seu consumo com gasolina é de 12,6 km/l em ciclo estrada e de 8,9 km/l em ciclo urbano (valores obtidos em condições de teste, com combustível padrão (m1)) Com gás este valor é de 9 km/m3, gerando uma autonomia adicional de 225 km com cilindro de 25 m3 de gás.

O motor Duratec 2.3 L da Ranger, produzido nos Estados Unidos, é o primeiro da categoria no País com bloco, cárter e cabeçote de alumínio e 16 válvulas para aplicação no segmento de pick-ups.

O kit de conversão para a Ranger é disponível com cilindro de 25 m3 (100 litros), que é instalado na caçamba e proporciona uma autonomia adicional à picape de 225 km. A partida do motor é sempre feita com gasolina, o que garante uma resposta pronta, com lubrificação adequada e maior durabilidade. O corte dos injetores de gasolina é comandado pelo módulo eletrônico de gás, considerando a temperatura da água do motor e o tempo a partir do arranque do motor.

Após a partida, a passagem para o GNV ocorre seqüencialmente e de forma suave. A comutação de um combustivel para o outro é efetuada um injetor por vez. E a comutação de cada injetor ocorre a cada três ciclos.

“Todo consumidor que adquirir uma Ranger a gasolina é um potencial consumidor do kit GNV”, diz Wilson Vasconcellos Filho. Caracteriza-se por ser um consumidor que prioriza custo-benefício apesar de valorizar o seu investimento pagando um pouco mais por acessórios, peças e Kits de qualidade superior. O investimento na conversão é compensado pela economia no combustível. A instalação de um kit de quinta geração, custa R$ 5.700,00 com cilindro de 25 m3, inclíndo a mão de obra.

Garantia original

A Ford assegura para as picapes Ranger 2.3 L zero-quilômetro, comercializadas a partir de fevereiro de 2007, que receberem a instalação de kit a gás de quinta geração (multiponto seqüencial), conforme as especificações contidas no manual do proprietário, a manutenção da garantia original de fábrica do veículo, de dois anos ou 50.000 km (o que ocorrer primeiro).

As picapes com ano de fabricação 2007 que forem convertidas já usadas, respeitando todas as condições, também têm direito à garantia, até completar igual limite de prazo ou quilometragem.

< Anterior   Próximo >